Ecossistema de Startups O dicionário das Startups

O dicionário das Startups

Tudo o que fazemos e falamos no nosso dia a dia aqui no Kria, e um pouco mais

Já parou para pensar em quantas vezes você se pegou perdido em alguma reunião de negócios ou mesmo entre os seus colegas de trabalho ?
Tudo bem, nós sabemos que as vezes o mundo das Startups tem o seu linguajar próprio e foi pensando nisso que trouxemos esse dicionário com alguns dos principais termos que usamos no nosso dia a dia.

A

Aceleradora — Aceleradoras são organizações financiadas com capital privado que oferecem uma gama de suporte à criação e ao desenvolvimento de Startups, com o intuito do crescimento acelerado dos negócios. Na maioria das vezes com sessões de mentoria, e que podem também incluir o apoio financeiro durante um período determinado.

Aporte — É qualquer investimento feito em uma Startup seja ele financeiro, de conhecimento, entre outros.

B

Benchmarking — Um estudo de mercado feito através da comparação entre produtos/serviços/empresas distintas realizado para extrair informações e implementação de melhorias ou diferenciais competitivos.

Bootstrapping — É o período que uma empresa iniciante decide se auto financiar e crescer apenas com investimentos próprios. Normalmente essa opção é escolhida pelos empreendedores que querem ter maior liberdade para modelar o seu negócio e não depender das limitações impostas por investidores.

Break-even — Um dos principais indicadores financeiros para Startups. É o período em que a empresa tem um equilíbrio entre a suas receitas e despesas. O break-even demonstra a partir de qual momento a Startup vai gerar lucro.

Business Model CANVAS — Método de gestão criada por Alexander Osterwalder e apresentado na obra “Criar Modelos de Negócio”. O livro apresenta técnicas de interação que a Startup irá utilizar para se comunicar com os principais parceiros, principais atividades, recursos-chave, valor proposição, relacionamento com clientes, canais de mercado, segmentos de clientes, estrutura de custos e receitas.

Business Plan — É o plano de negócios ou seja, é o lugar onde os empreendedores descrevem detalhadamente a ideia de negócio,ele normalmente contém análise de mercado, dados dos fundadores da empresa, objetivos da empresa, análise de concorrência, plano financeiro e de marketing.

C

Capital de Giro — É dinheiro necessário para a Startup funcionar no seu dia a dia e ser sustentável entre o pagamento de despesas e o recebimento de receita.

Captable — O captable é o registro de aportes de capital, direitos e transações relacionadas a uma sociedade empresária que tenham algum impacto em seu quadro societário, atual ou futuro. De forma resumida, ele é o registro de quem é dono do que.

Coworking — Espaços de trabalho compartilhado entre algumas empresas que tem como objetivo a redução de custos e compartilhamento de recursos materiais, normalmente os Coworkings são usados por empreendedores no começo do negócio.

CEO — Chief Executive Officer, é o Diretor Executivo

CFO — Chief Financial Officer, é o Diretor Financeiro

CMO — Chief Marketing Officer, é o Diretor de Marketing

COO — Chief Operating Officer, é o Diretor Operacional

CTO — Chief Technology Officer, é o Diretor de Tecnologia

Crowdfunding — Financiamento coletivo, feito através de plataformas online. Na maior parte das vezes os financiamentos vem de pessoas físicas que acredita na ideia ou negócio.

Crowdfunding de investimentos — O equity crowdfunding é basicamente uma modalidade de investimento colaborativo, bastante voltado para a captação de recursos a fim de viabilizar empreendimentos. Porém, ao contrário do crowdfunding tradicional, em que o investidor recebe brindes ou mesmo o produto como recompensa pelo investimento, no equity crowdfunding ele recebe, como contrapartida, uma participação acionária ou, o que é ainda melhor, uma possibilidade de aquisição de títulos representativos de ações (ou participação societária) nas empresas que incentivou a criar.

Customer Validation — Validação feita sob o processo de vendas e distribuição do produto, é a fase que confirma se os clientes dispostos a pagar pelo produto.

D

Deal Breaker — Problema que acaba com uma negociação em estágio avançado.

Drag Along — É uma cláusula que protege o(a) acionista majoritário caso ele decida vender sua participação, nesse caso todos os acionistas minoritários têm a obrigação de vender suas ações tamém.

E

Early Stage — São consideradas empresas em early stage (estágio inicial) as que possuem até três anos de existência.

Earnout — É uma cláusula contratual que determina que o vendedor de uma empresa deve obter parte do valor de venda da empresa que se liberam na medida em que os resultados se realizam; ou valores pagos aos vendedores em razão das metas atingida.

Elevator Pitch — Apresentação de um minuto ou menos sobre o seu negócio, ela deve prender a atenção à quem é apresentada e mostrar o valor e o diferencial do seu negócio.

F

Funil de Vendas — Ou funil do Marketing é um modelo estratégico se refere as etapas que um cliente deve seguir até efetuar a compra de um produto ou serviço.

Fintech— Fintech são empresas que oferece serviços financeiros e que se diferenciam pelas facilidades proporcionadas pela tecnologia e a internet.

G

Google Analytics — É um serviço gratuito do Google que faz monitoramento de tráfego do seu negócio.

Growth Capital — É o capital fornecido a empresas relativamente maduras que precisam de dinheiro para expandir ou reestruturar operações ou explorar e entrar em novos mercados. Ele é medido pela diferença entre o valor corrente, ou valor de mercado, de um ativo ou investimento e seu preço de compra, o valor no momento em que o ativo ou investimento foi adquirido.

Growth Hacking — Growth hacking é uma metodologia usada para potenciar o crescimento rápido e sustentável de uma empresa, organização ou instituição. É o marketing orientado a experimentos. O objetivo é encontrar oportunidades visando resultados rápidos para o crescimento (growth) da empresa.

H

Hackaton — O Hackathon é um evento que reúne programadores, designers e outros profissionais ligados ao desenvolvimento de software para uma maratona de programação, cujo objetivo é desenvolver um software que atenda a um fim específico ou projetos livres que sejam inovadores e utilizáveis.

Hurdle Rate — Hurdle Rate é a taxa mínima de retorno de um projeto ou investimento exigido por um gerente ou investidor. O hurdle Rate é determinado pela avaliação do custo de capital, riscos envolvidos, oportunidades atuais de expansão de negócios, taxas de retorno para investimentos semelhantes e outros fatores que poderiam afetar diretamente um investimento.

I

Incubadora — É um projeto que tem como objetivo o desenvolvimento de pequenas ou microempresas fornecendo apoio nas primeiras etapas de suas vidas. As empresas ou instituições que apoiam esse projeto fornece um ambiente propício para o desenvolvimento dessas empresas, dando acessoria financeira, jurídica, contabilística e de gestão, além de toda infraestrutura necessária para esses negócios crescerem rápido.

Investidor-anjo — Um investidor-anjo é uma pessoa física ou jurídica que faz investimentos em Startups de alto potencial, além de investir capital próprio, investe também o seu tempo, conhecimento e rede de relacionamentos.

IPO — É a sigla em inglês para Initial Public Offering ou Oferta Pública Inicial em português é a primeira oferta de ações de uma empresa, isto é, quando ela abre seu capital e passa a vender ações na bolsa de valores.

J

Joint Venture — É a união de duas ou mais empresas já existentes que estabelece alianças estratégicas com o objetivo comercial comum, por um determinado período de tempo.

K

KPI — A sigla para Key performance indicator ou seja, indicador chave de performance, é o indicador usado para medir o desempenho dos processos em uma empresa.

L

Love Money — Ou em português o dinheiro do amor é um capital dado por familiares ou amigos à empreendedores quando não há outras opções financeiras disponíveis para iniciar um novo negócio ou quando é necessária uma injeção de capital.

M

M&A — Um M&A é a fusão ou combinação de duas empresas de tamanho similar combinadas para formar uma nova empresa. Uma aquisição ocorre quando uma empresa compra claramente outra e se torna o novo proprietário. Uma fusão ou aquisição normalmente começa com uma série de discussões informais entre as diretorias das empresas, seguidas de negociação formal, carta de intenção, due diligence, compra ou fusão e, finalmente, a execução do negócio e a transferência de pagamento.

Market Fit — O market fit consiste em identificar até que ponto um produto ou serviço oferecido por uma empresa é capaz de satisfazer a demanda de um mercado. Essa demanda pode ser composta pela identificação de um problema ou “dor” do público-alvo. Em resposta a isso, é oferecida em forma de produto/serviço uma solução pela qual os clientes estariam dispostos a pagar de forma contínua.

Meetup — O Meetup é um evento que reúne um grupo de pessoas que se organizam para conseguir investidores. O modelo de evento é bastante informal e isso é alcançado com pessoas que ficam conversando sobre seus negócios e trocando experiência. Um verdadeiro networking.

MEI — Ou microempreendedor individual é alguém que trabalha por conta própria ou tem um pequeno negócio que fatura até R$ 81 mil por ano. Acha que você se encaixa nesse perfil, e quer abrir uma MEI? Acesse aqui o portal do empreendedor.

Mentor — Mentores de Startup são pessoas experientes que possuem uma boa bagagem de experiência e conhecimento em um nicho específico do mercado que irão guiar o empreendedor em necessidades específicas, em muitas fases do processo de Startup — da validação de mercado ao lançamento e à condução da empresa, passando pelo planejamento (business planning).

MVP (Minimum Viable Product) — Um produto viável mínimo (MVP) é a versão mais simples de um produto que ainda vai ser liberado. Um MVP possui três principais características:

  • Tem valor suficiente para que as pessoas estejam dispostas a usá-lo ou comprá-lo inicialmente.
  • Demonstra benefícios futuros suficientes para reter os primeiros usuários.
  • Ele fornece um loop de feedback para orientar o desenvolvimento futuro.

O conjunto final e completo de recursos é projetado e desenvolvido somente após considerar o feedback dos usuários iniciais do produto. Este conceito foi popularizado por Eric Ries, consultor e escritor de Startups.

N

NDA — Non disclosure Agreement ou então um acordo de não divulgação que nada mais é que um acordo de sigilo entre ao menos duas partes que serve para que as mesmas entre em acordo sobre o que deve ser mantido em sigilo sobre a troca de informações.

Networking — Networking é construir uma rede de contatos de pessoas que podem auxiliar o crescimento do seu negócio, é uma rede de relacionamento onde as pessoas possuem experiências distintas mas muito relevantes e que possam agregar conhecimento para a sua empresa.

O

Open Innovation — As empresas comercializam ideias externas (assim como internas) implantando caminhos externos (bem como internamente) para o mercado.
– a fronteira entre uma empresa e seu ambiente circundante é mais porosa
– encontrar maneiras de lucrar com o uso de outras tecnologias por meio de acordos de licenciamento, Joint ventures e outros acordos.

Open Source — Open source significa código aberto. Isso diz respeito ao código-fonte de um software, ele proporciona que o usuário tenha uma liberdade maior sobre ele, podendo adequá-lo de acordo com suas necessidades. que pode ser adaptado para diferentes fins.

Outsourcing — É um processo usado por uma empresa no qual outra organização é contratada para desenvolver uma certa área ou produto da empresa.

P

Patente — Uma patente é um direito exclusivo que se obtém sobre invenções. São detentores do direito de invenção de produtos e processos de fabricação, ou aperfeiçoamento de algum já existente.

Pitch — É uma apresentação rápida de um produto ou um negócio, com a intenção de “vender” a ideia para investidores, clientes, sócios ou parceiros.

PME — São pequenas ou médias empresas

R

ROI — É a quantidade de dinheiro ganho (ou perdido) sobre um determinado valor investido.

Royalties — É o privilegio e regalias que um determinado produto pode render ao dono uma quantia equivalente ao valor do uso desse produto, ou seja, o uso deste produto por parte de outras pessoas irão gerar royalties ao dono original do produto.

S

Seed Capital — É um capital voltado para empresas com faturamento de até R$ 5 milhões e com foco em investimentos entre R$ 2 milhões e R$ 5 milhões. O capital semente é a primeira camada de investimento acima do investidor anjo. Normalmente, esta fase de investimento é procurada por empreendedores que possuem empresas que estão em fase de desenvolvimento.

Series A — Uma vez que uma empresa tenha desenvolvido um histórico (uma base de usuários estabelecida, valores consistentes de receita ou algum outro KPI), essa empresa pode optar pelo financiamento da Série A para otimizar ainda mais sua base de usuários e ofertas de produtos. As rodadas da Série A levantam cerca de US $ 2 milhões a US $ 15 milhões, mas esse número aumentou em média devido a avaliações da indústria de alta tecnologia, ou “unicórnios”. No financiamento da Série A, os investidores não estão apenas procurando grandes ideias. Em vez disso, eles estão procurando empresas com grandes idéias, bem como uma forte estratégia para transformar essa ideia em um negócio lucrativo e lucrativo.

Series B — As rodadas da Série B querem levar as empresas a um outro nível, além do estágio de desenvolvimento. As empresas que passaram por rodadas de seed capital e da Series A já desenvolveram bases de usuários suficiente e provaram aos investidores que estão preparadas para o sucesso em uma escala maior. O financiamento da Série B é usado para aumentar o tamanho da empresa e para que ela possa atender a esses níveis de demanda. O capital estimado levantado em uma rodada da Série B tende a estar entre US $ 7 milhões e US $ 10 milhões. As empresas que participam de uma rodada de financiamento da Série B estão bem estabelecidas, e suas avaliações tendem a refletir isso: a maioria das empresas da Série B tem avaliações entre cerca de US $ 30 milhões e US $ 60 milhões.

Series C — As empresas que chegam às rodadas de financiamento da Série C já são bem-sucedidas. Essas empresas buscam financiamento adicional para ajudá-las a desenvolver novos produtos, expandir para novos mercados ou até adquirir outras empresas. O financiamento da Série C é focado em expandir a empresa, crescendo o mais rápido e com o maior sucesso possível. Muitas dessas empresas utilizam o financiamento da Série C para ajudar a impulsionar sua avaliação em antecipação a um IPO. Nesse ponto, as empresas chegam a ter avaliações na área de US $ 100 milhões com mais frequência, embora algumas empresas que passam pelo financiamento da Série C possam ter avaliações muito mais altas. Essas avaliações também são fundadas cada vez mais em dados concretos e não em expectativas de sucesso futuro. As empresas envolvidas no financiamento da Série C devem ter estabelecido fortes bases de clientes, fluxos de receita e histórias comprovadas de crescimento.

SEO — SEO significa Search Engine Optimization, que é a prática de aumentar a quantidade e a qualidade do tráfego para o seu site através de resultados de pesquisas orgânicas.

Spin-off — Um spinoff é a criação de uma empresa independente através da venda ou distribuição de novas ações de uma empresa existente ou divisão de uma empresa-mãe.O esperado é que as empresas separadas venham a valer mais como entidades independentes do que como partes de um negócio maior.

Shareholder — Um shareholder , ou apenas acionista, é qualquer pessoa, empresa ou instituição que possua pelo menos uma ação das ações de uma empresa. Como os acionistas são donos de uma empresa, eles obtêm os benefícios do sucesso da empresa na forma de uma maior valorização de ações.

Stakeholders — É é um indivíduo, grupo ou organização que é afetada pelo resultado de um projeto. Eles têm interesse no sucesso do projeto e podem estar dentro ou fora da organização que está patrocinando o projeto. Os Stakeholders podem ter uma influência positiva ou negativa no projeto.

Startups — É uma empresa jovem que começando a se desenvolver. As Startups geralmente são pequenas e inicialmente financiadas e operadas por um punhado de fundadores ou um indivíduo. Essas empresas oferecem um produto ou serviço que atualmente não está sendo oferecido em outras partes do mercado, ou que os fundadores acreditam estar sendo oferecido de maneira inferior.

SmartMoney — É um termo de investimento que inclui o dinheiro que as pessoas investem em um negócio, além do tempo, do aconselhamento e do conhecimento que eles colocam na empresa. Chama-se “inteligente” porque a empresa recebe a sabedoria e os fundos dos investidores. Na terminologia de capital de risco, quando apenas o dinheiro é investido sem que os investidores dediquem algum dos seus conhecimentos ou tempo, isso é chamado de “dinheiro estúpido”.

T

Term Sheet — É um contrato não vinculante estabelecendo os termos e condições básicos sob os quais um investimento será feito. Um term sheet serve como um modelo para desenvolver documentos legais mais detalhados. Uma vez que as partes envolvidas cheguem a um acordo sobre os detalhes descritos no term sheet, um acordo vinculativo ou contrato que esteja em conformidade com os detalhes do term sheet é então elaborado.

Testes A/B — São testes que realizam comparações entre variáveis de marketing, com o objetivo de definir qual variável gera as melhores respostas para uma determinada pergunta.

V

Vesting — É uma forma de contrato onde o empregado possui uma aquisição progressiva de direitos sobre o negócio. É bastante comum as Startups oferecerem esse tipo de contrato aos seus funcionários a fim de atrair talentos para o negócio.

Validação — É o processo de viabilização ou não de uma ideia, é quando um produto é testado, usado e viabilizado ou não pelo público alvo daquele determinado produto ou serviço, é através da validação de um produto ou serviço que mostra que o mesmo pode dar certo.

Valuation — É o termo em inglês para avaliação de empresas e essa parte da área financeira estima quanto uma empresa vale, e estima o valor de um investimento em suas ações.

VC (Venture Capital) — Ou capital de risco, é uma modalidade de investimentos alternativos que busca injetar capital em empresas em troca de uma participação societária. Além do retorno do valor investido, o que se espera também de um investimento através de Venture Capital é agregar valor a empresa investida através de mentorias, estratégia e gestão da empresa.

W

Webinar — Webinar é um seminário online em vídeo, gravado ou ao vivo. É um tipo de webconferência no qual a comunicação é de uma via apenas, e as pessoas que participam podem interagir via chat com perguntas ao transmissor ou então entre elas.

White Paper — O Whitepaper é um documento robusto que apresenta determinado problema, trazendo suas causas, conceitos e, principalmente, sua solução. Na maior parte das vezes ele está ligado a uma estratégia de marketing de conteúdo mais avançada que é aplicada em clientes que já passaram algum tempo com a empresa, é recomendado para conteúdos de fundo de funil.

E aí? Sentiu falta de alguma palavra que você já ouviu ou usa ? Conte para nós nos comentários, assim podemos construir juntos o dicionário e deixá-lo ainda mais completo.

Comentários

  1. Camila

    F de Fintech!

    25/03/2019 at 18:21

Deixe seu comentário